Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog Restart

A Restart é um centro de formação profissional que constitui um espaço único de formação, produção e animação cultural em Lisboa.

Já este fim de semana Workshop de Programação e Produção de Exposições | 15, 16, 22 de Outubro

 

 

A Exposição LOVE WAR, foi resultado de um trabalho elaborado por alunos do Workshop Programação e Produção de Exposições.
Deixamos aqui o link do albúm no Facebook para consulta desta exposição aqui
Os melhores projectos apresentados durante este workshop são expostos na Galeria da Restart.

PÚBLICO ALVO
Estudantes de artes, cultura e comunicação, artistas, produtores, agentes culturais.

OBJECTIVOS
Enquadrar no contexto da gestão de projectos culturais e das exposições em particular, a função do curador/comissário. Serão abordadas as diferentes dinâmicas e passos a desenvolver para a elaboração de uma exposição em diferentes modelos institucionais – galeria privada; espaço institucional; museu; espaço sem fins lucrativos; espaço público.

CONTEÚDOS
Sendo teórico-prático o workshop tem uma ênfase prática de 80%. Os alunos tomarão contacto com questões conceptuais da elaboração e proposta de exposições para diferentes espaços bem como alguma componente de produção (pedidos de apoio e parcerias, i.e.). Os alunos serão divididos em grupos de 3 elementos e cada grupo proporá, sob a coordenação do formador, uma exposição para o espaço da RESTART, incluindo espaços menos convencionais como o bar e a rua. Na semana depois do workshop, as propostas serão submetidas a júri (formador, director da escola, 2 formadores da escola – a nomear pelo director –, e um curador externo convidado). A proposta vencedora será produzida, com os recursos da RESTART e em data a definir pelo júri, pela equipa que propôs a exposição.

Módulo I: O trabalho do Comissário/Curador (DIA 1)

Apresentação e objectivos do Workshop. Entrega de bibliografia seleccionada para os alunos lerem durante a semana. O lugar do Comisário/Curador na Gestão Cultural e o seu trabalho na organização de exposições. O Comissário/Curador como “ideólogo”: correntes actuais de pensamento estético nas diversas exposições. A curadoria em diferentes instituições: museu, galeria comercial, galeria não comercial, artist-run space, instituição de ensino, espaço público. Identificação de diferentes públicos. O comissariado em Portugal, na Europa Central (Alemanha) e no Brasil através de três exemplos de exposições reais. Bienais e feiras. As fronteiras do comercial e não comercial. Exemplo de uma exposição mundial histórica. Após apresentação de cada exemplo segue-se uma sessão de perguntas e respostas.

Módulo II: Como se cria um projecto de exposição (DIA 1)

Identificação do público. Do conceito à concepção. Identificação de equipas profissionais: design, produção, montagem e outros profissionais. Desenvolvimento do projecto. Os organismos de gestão cultural: conciliar interesses, convénios de colaboração. Procedimentos. Patrocínio, “fundraising”, doações, mecenato e outras figuras de apoio à difusão da Arte Contemporânea. O contacto com as entidades de gestão: como fazê-lo e como “vender” a ideia do próprio projecto – elaboração de cartas tipo de pedidos de apoio. O pedido de apoio e o pedido de parceria, as diferenças e as vantagens de ambos. Exemplos de orçamentos com apoios concedidos e apresentação de todo o processo de pedidos. Em que consiste o “fundraising” cultural. O seu contributo ao desenvolvimento da Indústria Cultural. Com base na apresentação da manhã, há lugar a um brainstorming inicial para uma exposição colectiva num modelo não comercial.

Módulo III: Como se organiza uma exposição, concepção e produção (DIA 2)

A manhã da aula é uma visita a uma exposição onde, após visita, faremos a divisão da turma em grupos de 3 elementos. Depois de almoço: Apresentação de exemplos de conceitos curatoriais: a exposição retrospectiva, a exposição temática, a exposição colectiva vs exposição individual, a exposição conceptual, a exposição comentário / critica. Brainstorming de ideias em conjunto (30 min.). Apresentação de como construir e apresentar o projecto e cronograma do mesmo, sua coordenação técnica e assegurar os recursos técnicos para a realização do mesmo. Viabilidade e gestão económica do mesmo: delimitação de necessidades e orçamentação. Fases de procedimento na gestão dos gastos, incluindo fundraising, apoios, parcerias, apoios à divulgação. Contratos administrativos, expedientes, contractos com artistas e galeristas, transportes. Recepcionar os trabalhos: folha de recepção e de riscos. Seguro das obras. Desenho e montagem da exposição: projecto técnico do espaço. Os objectos a expor e a especificidade dos espaços da RESTART – visita detalhada ao espaço e explicação de condições e possibilidades.

Módulo IV: O espaço e os elementos de comunicação numa exposição (DIA 3)

As dinâmicas da criação de uma exposição adaptável a diferentes condições. Apresentação de projectos realizados em Portugal, Inglaterra, Alemanha e Brasil, contemporâneos e históricos. O catálogo e outras publicações (incluindo a folha de sala) nas exposições – a publicação como continuação da exposição, apresentação de exemplos. Os elementos gráficos da exposição (sinalética, i.e.). Inaugurações, private view e conferências de imprensa. Dossiê de imprensa e difusão nos media. As novas tecnologias de informação aplicadas à difusão das exposições: elaboração de dossiês electrónicos, blogues, páginas Web, redes sociais e outros recursos. Eventos paralelos à exposição.

Módulo V: Apresentação dos projectos (DIA 3)

Os grupos de 3 elementos apresentam (15 min. cada apresentação) os projectos. Feedback a cada projecto pela formadora e sessão de perguntas e respostas dos outros alunos.

Módulo VI: Feedback à melhoria de cada projecto, revisão do Módulo III (DIA 4)

Os grupos de 3 elementos apresentam as propostas melhoradas – e finais - (15 min. cada apresentação) os projectos. Feedback a cada projecto pela formadora e sessão de perguntas e respostas dos outros alunos.

Módulo VII: Revisão do Módulo III (DIA 4)

Viabilidade e gestão económica do mesmo: delimitação de necessidades e orçamentação. Fases de procedimento na gestão dos gastos, incluindo fundraising, apoios, parcerias, apoios à divulgação. Contratos administrativos, expedientes, contractos com artistas e galeristas, transportes. Recepcionar os trabalhos: folha de recepção e de riscos. Seguro das obras. Desenho e montagem da exposição: projecto técnico do espaço. Os objectos a expor e a especificidade dos espaços da RESTART. As dinâmicas da criação de uma exposição adaptável a diferentes condições. Apresentação de projectos realizados em Portugal, Espanha, e Nova Iorque, contemporâneos e históricos. HORÁRIO
10h às 13h e das 14h às 19h

HORAS
24h

VAGAS
16 Participantes
(mínimo 10)

ADMISSÃO
Conhecimentos mínimos e sensibilidade/ apetência por arte e, em particular, por Artes Visuais. Entrega de CV.


PREÇO
Inscrição - 50€
Geral + 170 €

| comunidade restart: 20% desconto
| dois workshops: 15% desconto no 2º workshop
| parceiros restart: 10% desconto

(descontos não acumuláveis e aplicáveis apenas ao valor “Geral”)
Pagamento integral até uma semana antes do início

 

FORMADOR | Luísa Santos

Doutoranda em Curadoria de Arte Contemporânea e Mudança Social (Viadrina School of Governance, Berlim) desenvolve, actualmente, projectos de escrita critica na L+Arte, Arte Capital e UP magazine e curadoria com a Ordem dos Arquitectos, a Fundação Calouste Gulbenkian, o Round the Corner / Teatro da Trindade e The Mews, em Londres. Lecciona “Curadoria de Exposições” no Mestrado de Design e Cultura Visual no IADE, Lisboa. Comissariou as exposições (selecção): Of This Tale... com Robert Kusmirowski, Patrícia Esquivias, Ilya e Emília Kabakov, Alexander Singh (RCA, Londres), On-Off Poltergeist do colectivo Chelpa Ferro (Mezkalito Gallery, Londres); Biennalle Cuvée (OK-Centrum, Linz, Áustria).Curadora convidada para Linz Capital Europeia da Cultura 2009.Mestre em Curating Contemporary Art, Royal College of Art, Londres. Prémio Curadoria Deutsche Bank - Deutsche Börse Residency Program no Frankfurter Kunstverein, Frankfurt.


RESTART
Rua da Quinta do Almargem, nº 10
Belém

www.restart.pt